Câncer de mama: previna-se

O câncer de mama é o tipo que possui a maior incidência e a maior mortalidade na população feminina em todo o mundo. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 57.960 novos casos ocorreram no Brasil em 2016.

Apesar de sua causa ser considerada multifatorial, envolvendo fatores biológico-endócrinos, vida reprodutiva e histórico familiar, cerca de 30% do risco de desenvolver câncer de mama está relacionado ao comportamento e estilo de vida.

Segundo o Inca um em cada cinco casos de câncer são atribuíveis a alimentação inadequada, uso de álcool, inatividade física e sobrepeso/obesidade. “Considerando que 57% da população adulta brasileira apresenta sobrepeso e 20% está com obesidade, esse é um tema prioritário para as políticas de prevenção do câncer” comentou Luciana Moreira, nutricionista do Inca em palestra ministrada no 4º Congresso Brasileiro Todos Juntos Contra o Câncer.

Como prevenir

  • Praticar atividade física regularmente
  • Alimentar-se de forma saudável
  • Manter o peso corporal adequado
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas
  • Amamentar

Fique atenta

A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres. Esteja atenta ao próprio corpo e conheça os principais sinais e sintomas do câncer de mama:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos

Caso identifique alguma destas alterações nas mamas procure imediatamente um médico para avaliação diagnóstica. 


Publicada em: 02/10/2017